por Marcelo Salvo

De nada adianta ter grandes talentos na equipe de vendas e não os reconhecer, o vendedor apesar de trabalhar focado em seus resultados e nas possibilidades de ganhos que possa ter, ele também gosta de ser reconhecido, receber aplausos, prêmios, bonificações e um grande abraço diante das equipes.

Talvez essa seja a função do líder, mas não só dele, e sim da empresa toda, setores, lideres e também a diretoria inteira, deveria reconhecer em público os resultados atingidos pelos vendedores.

Essa tarefa não é fácil, metas são incômodas, vendedor que não vende anda de cabeça baixa, a pressão é grande, existe uma cobrança forte para melhores resultados e quando temos profissionais fora da curva, não existe política interna de agradecimento.

As metas passam pela diretoria, as noticias ruins também, uma das coisas mais incômodas para um diretor é ir em uma reunião de negócios e não ter palavras diante da argumentação do cliente, já presenciei muitos saírem da reunião e nunca mais voltarem porque não tinham mais o que se falar, se isso é ruim para o diretor, imagine para o vendedor que não tem nem a metade da autonomia.

O vendedor vende fora da empresa e muitas vezes tem de vender dentro quando traz o pedido, ninguém reconhece a jornada de um verdadeiro vendedor, a batalha interna em relação a rejeição, a batalha externa em relação a abordagem e contra argumentação do cliente.

Tirar um pedido, fechar um pedido, fechar negócio, não importa a nomenclatura que é utilizada, estamos falando aqui de emoção, quando conseguimos o sim do cliente, palavras nos faltam para explicar o tamanho da emoção, principalmente quando esse vendedor é somente comissionado, quando ele espera dias e meses para conquistar um cliente difícil.

Já vi vendedores chorar, levantar a mão para o alto e agradecer, já vi vendedor rezar/orar, ficar em silêncio sem palavras, sorrir por dentro, gargalhar e já vi vendedores crescendo o ego e se tornando intolerável.

Não importa as diversas reações, importa que essa função a cada dia está se tornando mais e mais desafiadora para o profissional de vendas e quando esse cara chega na empresa deve ser respeitado.

Algumas empresas, mercados e estratégias para o futuro me levam a crer que estão caminhando para excluir novamente esse profissional do processo de venda, por mais que as pessoas dizem saber vender, poucos entendem essa função e por não dominarem as habilidades necessárias, preferem terceirizar ou exclui-las.

Infelizmente ainda não existe uma tecnologia que facilite a vida do vendedor, as que existem precisam deles para inserir informações no sistema, quem sabe surja alguma que funcione por comando de voz ou talvez por gravação da reunião, evitando que o vendedor trabalhe duas vezes ao preencher seu relatório de visitas no sistema.

Por isso comemorem ao chegar um novo pedido, se fosse fácil não pagariam comissão e sim salário fixo, então a empresa toda deve pular de alegria, um novo pedido é vida para uma empresa, um novo cliente é sustentabilidade, um vendedor que vende é sucesso para todos.

Marcelo Salvo, Colunista do Blog do Vendedor e Consultor de T&D na Atitude Profissional atitudeprofissional@atitudeprofissional.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here