Diante de tantas mudanças advindas da revolução digital 4.0, o vendedor passará por outra evolução na história da profissão. Se encaixar neste novo cenário significará criar novas estratégias para o mundo dos negócios, utilizando a tecnologia a seu favor e se adaptando às transformações significativas no mercado de trabalho.

Entraremos em uma nova era, ainda desconhecida por moradores de países em desenvolvimento e desacostumados com enormes transformações. Por isso, as equipes de vendas, a partir de agora, precisarão desconstruir antigos conceitos e reconstruir seu profissionalismo com nova visão de negócio.

Desconstruir significa ter consciência que parte do que aprendemos até hoje precisa ser deixado para trás, que a vida é um ciclo natural, onde em cada início de processo sabe-se que um dia se encerrará.

Reconstruir significa aprender de novo, ter uma nova visão sobre aquilo que já se entendia, respeitar e criar sobre a hipótese do diferente, intercalar a sua experiência com as novas possibilidades para criar um novo caminho.

Dentro dessa proposta, podemos extrair várias possibilidades e, por que não, oportunidades.

Fábricas inteligentes, totalmente automatizadas, robôs colaborativos e outros com dois braços trabalhando sozinhos darão rapidez no processo de produção e comercial.

Grandes servidores (big data) – Armazenarão informações com muita rapidez, facilitando aos gestores análises dos indicadores em tempo real.

O armazenamento gratuito e de qualquer volume de informações na nuvem, também será bem-vindo no dia a dia de trabalho da área de vendas, pois um pedido ou uma proposta comercial poderá ser entregue ao cliente muito antes do vendedor voltar ao escritório no final do dia.

A Inteligência Artificial (AI) – Poderá simular o raciocínio humano e ser a chave mestra da criatividade na entrega de soluções para o cliente.

A Internet das Coisas (IOT) – Integrará vários equipamentos com minúsculos sensores e dispositivos, recicláveis e resistentes a altas temperaturas, ajudando as empresas a acompanhar a rotina de suas equipes e avaliar erros e acertos antes mesmo que um problema aconteça.

Nas indústrias de produtos, impressoras 3D poderão imprimir qualquer objeto e embalagem em prol da agilidade e redução de custos.

Proposta de carros, caminhões, aviões, elétricos e autônomos também poderão mudar a rotina das equipes de vendas, facilitando a gestão de tempo e com isso o pensamento estratégico pós visita.

Com o surgimento do 5G – Considerando como exemplo o ato de baixar um filme em HD de 8 gigas o tempo será de 6 segundos, em comparação com o 4G que leva 7 minutos e o 3G uma hora de duração, transformará a comunicação entre gestores comerciais e suas equipes via voz e imagens. Outro exemplo é que a diminuição do tempo de latência possibilitará os carros autônomos a receberem informações dos sensores pelas estradas rapidamente tornando-os mais eficazes.

Sociedade 5.0 – Serão pessoas superinteligentes, e levando em consideração as mudanças que estão acontecendo no processo, a área de vendas precisará de mais profissionais comprometidos, engajados, antenados e de um compromisso latente em relação à visão, missão e valores da empresa onde trabalham e a entrega de soluções para seus clientes.

Biometria / Reconhecimento facial – Serão a principal tendência quando o assunto for segurança, utilizados definitivamente para evitar fraudes e falta de compromisso com suas rotinas, a tendência é que as senhas sejam modificadas pela biometria.

Conversational Marketing – Chatbots qualificarão o atendimento on-line, diálogos one-to-one em tempo real entre consumidor e marcas se tornarão um diferencial de satisfação do cliente.

Blockchain – Registrará e reconhecerá todas as transações para serem validadas evitando cancelamentos de notas fiscais, propostas indevidas, entre outras situações.

Realidade virtual e Aumentada – Darão ao consumidor a oportunidade de acesso e total compressão do que ele estará comprando, evitando desistências, conflitos e falhas na comunicação entre vendedores e clientes.

A grande diferença entre o que eu faço e o que os outros fazem é que eu pego e organizo 100% de minha “tralha” dentro de, e com o uso de, ferramentas objetivas sempre à mão, não na minha mente. E isso se aplica a todas as coisas – grandes ou pequenas, pessoais ou profissionais, urgentes ou não. – A arte de fazer acontecer – David Allen”

 Em minha opinião, diante desses exemplos, acredito que este será o momento de expor definitivamente a capacidade do profissional de vendas em se adaptar as mudanças e transformações que o mercado tem como característica passar de tempos em tempos, confirmando assim o talento dos vendedores para lidar com conflitos, utilizando suas habilidades e atitudes com criatividade.

Uma profissão que por várias vezes esteve a ponto de desaparecer, dessa vez, poderá se restabelecer definitivamente.

 

Marcelo Salvo, Colunista do Blog do Vendedor e Consultor de T&D na Atitude Profissional    atitudeprofissional@atitudeprofissional.net