Fórum de Temas Nacionais ADVB 2017 – Dr. João Carlos Meirelles


Secretário João Carlos Meirelles discute modelo energético em Fórum da ADVB

O secretário  de Energia e Mineração do estado de São Paulo, João Carlos Meirelles, participou nesta quarta-feira (6/9) do Fórum de Temas Nacionais 2017, promovido pela ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing) no Hotel Maksoud Plaza, na capital paulista. Na ocasião, Meirelles defendeu a mudança de modelo energético e maior investimento privado em infraestrutura para impulsionar a retomada do crescimento do país.

Ao recepcionar o convidado, o presidente da ADVB, Latif Abrão Júnior, falou do processo de renovação da entidade que recentemente completou 60 anos e é uma referência para a gestão empresarial no país. “Estamos a todo vapor, com os núcleos promovendo uma série de eventos. A ADVB Jovem promoveu, em agosto, evento sobre marketing esportivo, com a presença do Luis Paulo Rosenberg. A ADVB Mulher participou nesta terça-feira do 3º Encontro das Mulheres Empresárias, na Associação Comercial de São Paulo e estamos com o Top Destinos Turísticos em andamento. Temos trabalhado para promover novas oportunidades de negócio, ampliar a capacidade de conhecimento e a capacitação dos nossos associados”, pontuou.

Durante a palestra, o secretário João Carlos Meirelles falou dos desafios tecnológicos para a geração de energia e destacou a importância da construção de novas rotas de gás no país. “Temos, no estado de São Paulo, a matriz energética mais limpa do mundo. Temos que repensar o atual modelo energético, aproveitar melhor as possibilidades do gás natural, para termos segurança energética”, destacou. Meirelles disse que das 201 usinas hidrelétricas do estado, 66 já tem capacidade para receber gás natural como forma de induzir a produção de gás metano.

O quadro estatístico apresentado pelo secretário mostrou queda na produção hidrelétrica de São Paulo e aumento do gás natural. “Em 1980, a participação do gás na matriz energética de São Paulo era quase zero, hoje ela representa 7% e os derivados de cana, 37%”, revelou.

Meirelles defendeu a ampliação do uso de energias renováveis. “Temos um compromisso para reduzir a emissão de carbono na atmosfera. Há um imenso leque de oportunidade, tanto para a energia solar, eólica e biomassa”. E acrescentou. “Não há desenvolvimento sem energia. Temos que ter cada vez mais energia limpa e infraestrutura para fazermos essa transição”, ressaltou.

Confira Apresentação:

Assista a palestra :

Confira cobertura fotográfica :

Créditos Fotos: Fredy Uehara / Uehara Fotografia

#ADVB60anos Ninguém é líder por acaso